Óleo de babaçu: 8 bons motivos para adotar este produto no seu dia a dia

Extraído de uma palmeira típica do nosso país, o óleo de babaçu auxilia no aumento da imunidade e no combate aos radicais livres

oleo-de-babacu-2

O babaçu é uma planta, espécie de palmeira dotada de sementes comestíveis, das quais é extraído um óleo muito utilizado na fabricação de produtos de beleza, combustíveis e na culinária local.

Planta de tamanho avantajado, pode atingir cerca de 20 metros de altura. Dentre seus componentes, também é possível aproveitar seu broto, extraindo palmito, sua palha para a confecção de artesanato, assim como seu fruto enquanto verde, muito utilizado como carvão para defumar borracha.

De acordo com o farmacêutico Jamar Tejada, essa palmeira é de origem brasileira, sendo encontrada da região amazônica até a Bahia e o Mato Grosso, porém há registros desta planta também no Suriname e na região da Bolívia.

Esta palmeira também pode ser conhecida como coco de macaco, bauaçu, auaçu, baguaçu, aguaçu, uauaçu, coco de palmeira, coco-naiá, coco-pindoba, bagauacuí ou palha-branca.

8 benefícios surpreendentes do óleo de babaçu

oleo-de-babacu-1-1

Segundo o profissional, o óleo de babaçu é um produto multiuso, possuindo uma grande quantidades de nutrientes essenciais para saúde geral do corpo, com uma característica menos gordurosa, sendo muito utilizado em aplicações para pele e cabelos, além de comumente empregado na fabricação de sabões, substituindo às gorduras de origem animal e mineral. Confira a seguir alguns dos benefícios da utilização deste óleo:

1. Equilibra a flora intestinal

Como este óleo é uma excelente fonte de ácido láurico (cerca de 50% da sua composição), ele auxilia no equilíbrio da flora intestinal prevenindo a ocorrência de problemas como a diarreia e a prisão de ventre.

2. Auxilia o sistema imune

“Este produto ainda ajuda no aumento da imunidade, já que este estimula a formação dos linfócitos, nossas células de defesa, na medula óssea”, revela Jamar.

3. Hidrata e trata o couro cabeludo

Este óleo possui propriedades hidratantes e umectantes, sendo benéfico à saúde dos cabelos, além de hidratar e limpar o couro cabeludo. O ácido láurico, componente em abundância neste produto, ainda ajuda a tratar as irritações no couro cabeludo, sendo um coadjuvante no tratamento de caspa e seborreia.

4. Ajuda no cuidado das unhas

De acordo com a esteticista Tatiana Galhanone, da clínica Benesse, uma boa prática para o fortalecimento das unhas e amolecimento das cutículas é aplicar este óleo regularmente, tanto nos dedos dos pés quanto nos das mãos.

5. Acelera o processo de cicatrização

Como este óleo é fonte de vitamina E, ele auxilia no processo de regeneração celular. “Assim, ele pode ajudar na cicatrização da pele, em lábios rachados, queimaduras e cortes superficiais”, indica a esteticista.

6. Hidrata a pele

Possuindo propriedades hidratantes e emolientes, este óleo é capaz de hidratar sem aumentar a oleosidade, sendo muito utilizado na indústria de cosméticos no preparo de sabonetes, óleos para banho e condicionadores.

7. Coadjuvante no tratamento da acne

Segundo o farmacêutico, devido à este produto ser rico em fitoesteróis e vitamina E, ele possui grande ação antioxidante, atuando de forma eficaz na inflamação, reduzindo, inclusive a vermelhidão provocada pelas espinhas.

8. Possui ação antioxidante

Por ser rico em vitamina E, sua ação antioxidantes combate os radicais livres, sendo uma boa arma para a prevenção do câncer e outras doenças degenerativas.

Formas de uso do óleo de babaçu

Em relação às formas de utilização deste óleo, Jamar revela que no ramo da cosmetologia, suas concentrações variam entre 0,5 e 5% em loções cremosas, 0,5 e 8% em sabonetes em barra e 0,1 e 1% em produtos capilares.

”Quando ingerido a quantidade ideal varia entre 10 e 20 ml ao dia, mas sempre iniciar com uma quantidade menor para perceber se o organismo o tolerará de forma positiva”, recomenda o profissional. Vale ressaltar que o ideal é buscar orientação de um profissional habilitado, médico, farmacêutico ou nutricionista para a indicação e orientação correta.

Ainda segundo o profissional, uma das suas formas mais comumente utilizadas, a qual possui boa qualidade, é o óleo de babaçu refinado, sendo este sem sabor ou cheiro. “Quando ele passa a ser refinado, ele suporta temperaturas de cozimento mais altas, sendo um bom substituto para o óleo de cozinha comum”, ensina. É possível encontrar este tipo de produto em casas de produtos naturais.

Outros usos do óleo de babaçu

O profissional ainda revela que este produto pode ser utilizado em animais de estimação, desde que com a indicação de um veterinário, buscando uma melhor higiene dental, equilíbrio hormonal, melhora da digestão e aumento da imunidade.

Como um uso inusitado, ao aplicar o óleo de babaçu em móveis de madeira, é possível prolongar a vida útil destes, devido às características fungicidas do ácido láurico.

Efeitos colaterais e contraindicações

Segundo Jamar, não existem relatos de efeitos colaterais ou contraindicações deste produto,  devendo ter sua introdução, no caso de consumo via oral, realizada gradualmente, evitando que ele estimule excessivamente o intestino.

Produto rico em ácido láurico e vitamina E, o óleo de babaçu possui grandes benefícios se utilizado na pele, cabelos e unhas, além de ser uma boa opção para o uso culinário, substituindo o óleo de cozinha comum. Experimente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s